Areia para os olhos

22/1/2018

 

Responsáveis do governo decidiram reagir à mobilização das trabalhadoras e trabalhadores da Gramax/Triumph com fumo e poeira: poderão haver investidores, dizem. Melhor seria que o Estado estivesse apostado em garantir o pagamento dos salários em atraso, respondendo a essa emergência social.

 

Lembramos que no passado, no que dependeu deste governo, a Gramax foi subsidiada e apoiada precisamente para liquidar o projecto que agora o mesmo governo diz querer salvar.

 

Reforçamos que as trabalhadoras e os trabalhadores não precisam de investidores nenhuns. Precisam continuar o trabalho em autogestão, satisfazendo as encomendas e viabilizando o projecto.

 

A História deixa claro que os trabalhadores contam apenas consigo. Não contam com a burguesia, nem com o seu Estado de classe.
   
Viva a luta das trabalhadoras da Triumph/Gramax!

Partilhe no Facebook
Partilhe no Twitter
Partilhe no Linkedin
Please reload