Mil trabalhadores dos transportes manifestam-se em Lisboa

21/1/2017

 

 

"Neste momento, em que está a ser decidido o Orçamento do Estado para 2017 e em que a proposta inicial do Governo foi a de manter congelada uma parte significativa dessa contratação coletiva, estamos aqui para pressionar os diversos partidos políticos na Assembleia da República que se vão pronunciar sobre o orçamento para o próximo ano, para que dêem um passo em frente e desbloqueiem a contratação coletiva"

 

Não esperem que a pressão exercida pela manifestação, sobre os partidos parlamentares, possa surtir qualquer efeito, na medida em que essas forças políticas são, de uma forma ou de outra, responsáveis directas e indirectas pelo congelamento dos salários e carreiras, desde 2009. A pressão só terá resultado positivo, ou seja, o efectivo "descongelamento dos salários e carreiras", se a luta continuar e se elevar a patamares superiores, até que as reivindicações sejam satisfeitas. 

 

Notícia CM Jornal

 

 

Partilhe no Facebook
Partilhe no Twitter
Partilhe no Linkedin
Please reload