A propósito do chumbo da proposta do Bloco de Esquerda, de alteração ao código laboral

15/12/2016

 

 

O governo sempre esteve unido à classe patronal.

Para o comprovar, basta analisar o que representam os OsE de 2016 e para 2017, que o BE e o PCP aprovaram, sem garantir a reposição dos direitos laborais roubados pelo anterior governo PSD/CDS/UE/BCE/FMI, com o apoio parlamentar do PS e também da UGT.

 

Apesar desta colaboração e apoio ao governo capitalista PS, não deixa de ser positiva a tentativa de recuperação dos direitos laborais roubados, por parte do BE, com o apoio do PCP.

 

Assim, para que tal iniciativa não se esfume e não se trate de mais uma manobra demagógica, para "inglês ver", com propósitos eleitoralistas, desafiamos o BE e o PCP a que demonstrem na prática - na luta concreta - esse seu intento, nomeadamente exercendo a sua influência junto da CGTP e de todos os outros sindicatos, no sentido de que mobilizem os trabalhadores e camadas populares pobres suas aliadas, para novas, firmes e consequentes acções de massas, apontando-as como a única forma que possibilitará aos trabalhadores recuperar os direitos laborais e sociais e obter aumentos salariais e outras reivindicações que o governo pretende manter congeladas, para melhor garantir os interesses da classe capitalista.

Partilhe no Facebook
Partilhe no Twitter
Partilhe no Linkedin
Please reload